Imagem editada a partir de original feito por ia (Canva)
A expressão da mulher brasileira no 7 de setembro
A expressão da mulher brasileira no 7 de setembro
Arte sobre original da Gazeta de Rio Preto.

A expressão da mulher brasileira no 7 de setembro

O empoderamento feminino corre no sangue da mulher brasileira e não é à toa. Apesar da falta de destaque às ações e pensamentos femininos nas narrativas históricas, mulheres são agentes ativas nos processos históricos e não é possível passar a semana da Independência sem lembrar das que lutaram na guerra de Independência, como Maria Quitéria, voluntária na batalha contra as forças de Portugal.

Ela não foi a única.

Registros históricos mencionam a existência de várias outras mulheres atuantes na Independência do Brasil. Um processo marcado também pela violência.
Se no dia sete de setembro, aconteceu a proclamação da Independência com um grito de Dom Pedro, a emancipação política do Brasil foi um acontecimento mais longo e complexo.

Nas lutas pela emancipação política na Bahia, muitas mulheres guerrearam de arma em punho, lideradas pela própria Quitéria, em batalhas como a do rio Paraguaçu; muitas outras lutaram sob a liderança de Maria Felipa.

A narrativa histórica oficial – de forma muito tênue – só registrou duas mulheres como heroínas: Maria Quitéria, ouso dizer, quase como musa numa versão amazônica, e Soror Angélica, na qualidade de mártir.

Mais de um século após o fim das lutas pela Independência do Brasil, Maria Quitéria foi reconhecida como Heroína das Guerras pela Independência e, em 1953, por ordem do governo brasileiro, seu retrato foi inaugurado em estabelecimentos do Exército. Mas, somente a partir de 2018, foram admitidas mulheres na Academia Militar das Agulhas Negras para serem formadas combatentes do Exército Brasileiro.

Quitérias, Soror Angélicas, Marias Firminas… muitas mulheres romperam com os padrões vigentes de suas épocas.

A historiografia  nacional, em geral,  concede à Maria Quitéria  patriotismo como o valor justificante para sua transgressão; contudo, também ressalta a redenção ao papel dela esperado enquanto mulher de sua época.

Ela não ocupa grandes espaços nos manuais de História e, em geral, é resumida à mulher que fugiu de casa para lutar na Guerra de Independência.

Maria Quitéria, porém, é muito mais que isso: é sinônimo de empoderamento, com valores que incentivam a busca de autonomia, a coragem para trilhar caminhos diferenciados, o autoconhecer-se.

Não é a mulher que se disfarçou de homem e lutou em uma guerra, mas a que ousou escolher e se ‘empoderar’ numa época em que o termo nem existia.

Ao resgatarmos trajetórias de mulheres em processos históricos, como o da emancipação política brasileira, é possível fazermos novos questionamentos e leituras de lugares, de espaços e da sociedade desejada.

É possível reconhecermos valores que contribuam com o buscar de uma sociedade cujo o marco seja a equidade.

 

marca Histori-se

LEIA  o artigo base para este post:

Uma Transgressora Justificada . O texto trata sobre Maria Quitéria e sobre apropriações de sua biografia.

***

PUBLICAÇÕES:

Este artigo foi veiculado por vários periódicos brasileiros. Agradeço as publicações e as cito pela ordem em que tomei conhecimento:
  • < Diário do Amapá    >  – Argumentos – Coluna de Cleber Barbosa. Jornal do Estado do Amapá. Data: 07/set./2023.
  • Gazeta de Rio Preto >  –  Veículo do Noroeste Paulista – Data: 07/set./2023.
  • Jornal O SUL >  – Jornal pertencente à Rede Pampa – grupo de comunicação do sul do Brasil. Data: 07/ set./2023.
  • Radio Pampa  >  – Rádio pertencente à Rede Pampa – grupo de comunicação do sul do Brasil. Data: 07/ set./ 2023.
  • TV Pampa  >  Pertencente à Rede Pampa – grupo de comunicação do sul do Brasil . Data: 07/set/2023.
  • O Regional  > – Portal de notícias da região metropolitana de Campinas (Estado de São Paulo). Data: 06/ set./ 2023.
  • Leia mais BA >  Veículo do Estado da Bahia – Data: 06/set./2023.
  • PNB on-line > –  Portal de notícias do Estado do Mato Grosso – Data: 06/ set./2023.
  • Gazeta de Toledo  >  – Portal de notícias da cidade de Toledo ( Estado do Paraná) – Data: 07/ set./2023.
  • Diário do Turismo > – Portal de Turismo e Variedades – Data: 08/ set./ 2023.
  •   Política In Rosa > –  Periódico com baiano com foco na região de Feira de Santana.  Data: 07/ set./ 2023.
  • CFEMEA > – Centro Feminista de Estudos e Assessoria –  Data: 06 / set. / 2023.
  • Diário do Iguaçu – Data: 07/set./2023.
  • Jornal Estado de Minas  > –  Jornal do Estado de Minas Gerais (“Grande jornal do mineiros”). Data: 07/set/2023.

 

Veja mais de Patrícia Rodrigues Augusto Carra
Disseram-me bruxa
Minha intuição tinha sido assertiva.
leia mais